fbpx
treinamento-princípios

Como vai biker? Hoje vamos falar um pouco sobre ” Treinamento: 7 princípios básicos ” pois sendo você um atleta de competição ou não, é sempre importante melhorar seu desemprenho em cima da bike.

Você pode buscar superar seus limites e almejar o lugar mais alto do pódio, como também pode apenas querer uma condição física melhor para os seus pedais de final de semana.

E está tudo bem! Mas o treinamento é primordial para alcançar quaisquer objetivos.

Apresento a você 7 princípios do treinamento. São 7 conceitos consagrados pelos principais estudiosos do mundo sobre esporte e treinamento esportivo e que de alguma maneira são a base do treinamento esportivo.

1º Princípio: Conscientização; explicação do que será realizado, “modalidade”.

No caso em questão, vamos delimitar nossa linha de pensamento na “bicicleta”, ou seja, todos exemplos serão adaptados ao ciclismo.

Desta maneira, será mais fácil o entendimento como também alinhar com a nossa realidade.

Não importa em qual vertente você está, MTB, CICLISMO, DH. O contexto geral será a bicicleta.

2º Princípio: saúde; aptidão física suficiente para realizar atividades físicas.

Parece óbvio, mas é necessário estar bem e saudável para executar qualquer atividade física, correto?

Sabe quando você vai disputar alguma prova ou se filiar a alguma federação de ciclismo do seu estado.

Ou simplesmente vai participar de alguma atividade e lhe for solicitado um atestado médico, ou exame de coração devidamente assinado por um especialista?

Basicamente estão avaliando a sua aptidão física, uma vez que esse protocolo irá preservar sua vida e a sua saúde.

Como também descobrir algum problema que eventualmente necessita ser tratado.

Por isso, é aconselhável fazer exames regularmente. Uma vida saudável tem tudo a ver com a prevenção e o autocuidado.

3º Princípio: individualidade biológica; cada um tem a sua identidade física.

Você já se deu conta que cada pessoa tem “o seu tempo” em cima da bike?

Existem atletas que começam a pedalar do zero e com um pouco de rotina e consistência já evoluem e de alguma maneira começam a se destacar.

Da mesma maneira, existem indivíduos que já pedalam a certo tempo.

Talvez esta mesma pessoa até se dedique mais e invista mais tempo em cima da bike, porém, evoluiu menos que o primeiro exemplo.

Tal fenômeno é absolutamente normal, trata-se de um exemplo claro da individualidade biológica e de como as pessoas são diferentes.

Quer outro exemplo?

Vamos pensar agora nos ciclistas profissionais!

Gosto de citar os “PRO” porque eles são a referência de todos os amadores e de uma forma ou de outra tudo que fazemos hoje já passou ou passa por lá.

Lembra do LE TOUR DE FRANCE?

Uma das principais, se não a principal prova de ciclismo da história.

Pense em uma equipe do tour, pode ser qualquer uma.

Dentro desta equipe existem vários atletas e cada um tem a sua função técnica ali dentro.

Escalador X Sprinter

Vamos citar como exemplo um SPRINTER, aquele atleta que se preserva ao máximo durante as etapas mais planas, para poder decidir a prova na linha de chegada com aquele Sprint máximo.

Em outro exemplo temos o ESCALADOR, aquele atleta mais bem preparado para as etapas de montanha, que irá resistir mais nas subidas longas com inclinação elevada do que o sprinter.

Consegue perceber que cada um tem a sua individualidade biológica?

O Sprinter tem uma composição corporal mais densa e volumosa pois ele precisa de muita explosão na hora da chegada, diga-se, nos últimos metros.

Logo, os escaladores são sempre bem magros e franzinos, pois eles precisam de subir as montanhas com o menor peso possível sem perder potência.

Além destes fatores temos diversos outros como as fibras musculares de cada atleta, composição corporal e etc.

Para finalizar, tudo isso foi para mostrar como a individualidade biológica é um fator relevante na vida dos esportistas.

Nairo Quintana, ciclista colombiano (ESCALADOR). Foto: Jeff Pachoud/AFP
André Graipe, ciclista alemão (SPRINTER). Foto: Giro da italia.

4º Princípio: adaptação às necessidades exigidas.

Leva tempo para as coisas começarem a acontecer.

Como tudo na vida, também é preciso investir tempo em cima da bike.

Para o seu corpo se acostumar com aquele tipo de movimento.

Imagine que você nunca pedalou na vida e do nada começa a pedalar 2, 3, 4, 5 dias na semana, para o seu corpo e seu organismo aquilo ali é novidade, e uma novidade bem difícil hahaha.

Você precisa de tempo para se acostumar e de alguma forma seu corpo vai precisar aprender a absorver aquele esforço.

Gosto de dizer que quando você inicia no ciclismo/mtb, você gasta seu primeiro ano principalmente para acostumar seu corpo com aquele tipo de exercício.

O ato de pedalar trabalha todo o corpo, a questão postural é bastante complexa, pois é um conjunto bike e ciclista, portanto o corpo precisa se acostumar a tudo isso.

5º Princípio: sobrecarga volume x intensidade.

Essa parte já tem muito a ver com a questão do treinamento orientado por um profissional, planilhas de treino, periodização, etc.

Se você em algum momento já teve um treinador vai saber o que eu estou falando, se não, tudo bem!

O que você precisa saber é que existem maneiras de se controlar o que se faz nos treinos com o intuito de otimizar e acelerar o seu processo de pedalar mais e melhor.

Isso vai depender do interesse de cada um.

6º Princípio: continuidade e reversibilidade.

O nome é meio complicado, mas é simples de entender, basicamente você melhora com a prática e perda sem a prática.

Os ciclistas entendem isso muito fácil quando começam a pedalar. Hahaha

Sabe quando você está vindo bem, treinando a 2, 3, 4 semanas consecutivas, você já começa a ver melhora naquela subida que você sempre empurrava, ou então já sofre menos para acompanhar aquele amigo mais forte.

Pois então, de repente você precisa de fazer aquela viagem a trabalho inesperada e fica 5 dias sem pedalar e quando volta já está se sentindo fraco e lento novamente, essa é a definição clara dos 2 princípios

O meu conselho é manter a consistência e quando você não conseguir treinar, de alguma maneira tente minimizar os efeitos como fazer algum exercício fora da bike ou sessões na academia.

Se reinvente de alguma maneira, procure algo que irá manter a sua forma física de onde você parou, perdendo o mínimo possível.

7º Princípio: especificidade.

Este parece óbvio, mas vejo alguns atletas tentando fórmulas milagrosas em algo que não tem segredo.

Para você melhorar na bike você tem que pedalar, para você melhorar na corrida você tem que correr, para você nadar melhor você tem que nadar.

E assim por diante…

Isso não quer dizer que você possa e não deva fazer outra atividade em conjunto, pelo contrário.

A musculação por exemplo propicia vários benefícios aos ciclistas quando feita no período e da forma correta, como: prevenção de lesões, equilíbrio muscular, ganho de força e etc.

Invista um pouco de tempo na principal que é pedalar e depois me conte aqui!

Pois bem, vamos ficando por aqui, espero poder ter ajudado!

Ah! Temos este conteúdo também em vídeo, segue o link a seguir.

Espero que essas dicas possam ter ajudado a todos.

E aí, gostou do nosso conteúdo?

Sinta-se à vontade para tirar suas dúvidas, será um prazer poder ajuda-ló, acompanhe toda minha rotina através das nossas redes sociais.

SITE: www.diariodociclista.com.br

INSTAGRAM: http://bit.ly/instagramdiario

YOUTUBE: http://bit.ly/canalyoutubediario

Compartilhe com a turma do pedal, ou deixe seu comentário a fim de melhorar nosso blog, conto com você.

Um forte abraço e boas pedaladas!

Obrigado.


Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais:

[comments-template]

treinamento-princípios

Quer entender um pouco sobre “Treinamento: 7 principios básicos” leia nosso BLOG que pode te ajudar a melhorar no pedal, a partir de agora.

Hoje vamos falar um pouco sobre o sono dos atletas, o seu doping natural. Você sabia que o sono dos atletas é considerado por muitos especialistas como um “doping natural”? Pois bem.

Hoje vamos conversar um pouco sobre período de base, tema muito comentado entre os ciclistas principalmente no início da temporada, onde o atleta traça todo o seu planejamento para o próximo ano.

3 Dicas para Evoluir no Pedal Hoje!

Preparamos um E-Book Gratuito com 3 dicas para Você Evoluir no Pedal Ainda Hoje! Deixe seu email para receber.

Diário do Ciclista – Desde 2018 ajudando a comunidades de ciclistas iniciantes a crescer.

Insira o termo e tecle Enter

[searchbar]

Insira o termo e tecle Enter

[searchbar]